IMP

INSTITUTO MARIA DA PENHA

Porque viver livre de violência é um direito de todas as mulheres

Para obter mais informações e contratar os nossos serviços, entre em contato com a gente:

  • +55 85 4102 5429
  • +55 85 98897 6096
  • atendimento@institutomariadapenha.org.br

AGRADECIMENTOS

Muitas pessoas se dedicaram a este projeto.

Tempo, força, disposição, persistência, intensidade, determinação e a certeza de que uma vida livre de violência é possível para as mulheres.

A todas e todos que participaram e se envolveram na concepção deste site, fica aqui o nosso mais sincero reconhecimento.

O Instituto Maria da Penha se fortalece a cada passo. E a presença de tantos apoiadores é decisiva para continuarmos caminhando juntos.

Obrigado.

  • F.biz
    Agência de comunicação
  • Joene Knaus
    Fotógrafa
  • Olivia Bonfim
    Maquiagem

MULHERES FOTOGRAFADAS:

  • Antonia Aline da Cruz
  • Bianca Georgia de Oliveira
  • Carla Rigonati
  • Danna Lisboa
  • Dayane Santana
  • Eliane Paradela Arakaki
  • Hailey Kaas
  • Íris Castro
  • Isadora Nogueira
  • Lara Magalhães
  • Larissa Gama
  • Luciana Tersa Cantarino
  • Marcela Ohana
  • Marina Ishikawa
  • Marlene Gomes da Silva
  • Melissa Camargo
  • Monica Gelbecke
  • Nadia Vieira
  • Sandra Oliveira Reis
  • Sheila Oliveira
  • Tatiana Ávila

Estúdio Digital

  • Daniele Pereira (UI)
  • Gustavo Terra (UI)
  • Tatiana Ávila (UX)
  • Juliana Fernandes (UX)
  • Luiz Campedelli (Frontend)
  • Caio Vertematti (Frontend)
  • Allan Reges (Frontend)
  • Patricia Jordão (Frontend)
  • Diogo Souza (Backend)
  • Eliane Arakaki (Conteúdo)
  • Weslei Nunes (SEO)
  • Agnaldo Gonçalves (Agile)
  • Ana Zolin (Revisão)
  • Renata Garcia (Revisão)
  • Victoria Santelo (Revisão)
  • Ana Beatriz Faria (Tradução)
  • Ingrid Leão (Cladem)

Insights

  • Caroline Ferraz
  • Lais Mendonça
  • Kelvin Alves

Atendimento

  • Enrico Fernandes
  • Fernanda Silvado
  • Monica Gelbecke

A Central de Atendimento à Mulher é um serviço criado para o combate à violência contra a mulher e oferece três tipos de atendimento: registros de denúncias, orientações para vítimas de violência e informações sobre leis e campanhas.

Não se cale, denuncie.